Contato

comercial@geoideambiental.com.br | deptotec@geoideambiental.com.br      (32) 8424-9975 | (32) 8436-0709

CAR

Notícias

Segundo conselho do Monumento Natural Gruta Rei do Mato é empossado

Postado por Wagner Sem categoria

Segundo conselho do Monumento Natural Gruta Rei do Mato é empossado

Uma das principais atrações turísticas e ambientais de Minas Gerais, o Monumento Natural Gruta Rei do Mato, deu posse a 40 membros do seu Conselho Consultivo. A posse, presidida pelo diretor de áreas protegidas do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Henri Dubois Collet, foi nessa quarta-feira (25), no município de Sete Lagoas, onde fica a Unidade de Conservação (UC).

  O Conselho tem um mandato de dois anos e a finalidade é buscar alternativas que possibilitem a melhoria da gestão na UC. Os membros do conselho representam entidades como IEF, Polícia Militar de Meio Ambiente e prefeituras dos municípios em que a unidade está localizada. Também fazem parte do conselho, integrantes de ongs, associações e sindicatos da região.

  A gerente da UC, Maria Honorina Pereira Rocha, destaca que o conselho é um espaço para discussão e integração com a sociedade. “A UC tem um entorno formado por diversos atores, como empresas e comunidades e que tem influência direta na unidade, portanto, é fundamental ampliar a gestão por meio da participação social”, disse.  

 

A Gruta


Com uma área de 141,36 hectares, a UC abriga uma das 50 maiores cavernas de Minas Gerais, de acordo com a Sociedade Brasileira de Espeleologia: a Gruta Rei do Mato, que tem 998 metros de extensão, dos quais 220 m estão abertos à visitação pública.

  A Gruta possui quatro salões com pinturas rupestres de aproximadamente 6.000 anos. As formações calcárias da caverna são raras no mundo. Lá, além das pinturas, foram encontradas ferramentas indígenas petrificadas.

A UC é aberta à visitação todos os dias da semana, das 9h às 17h. A taxa é de R$ 10,00, sendo que estudantes e maiores de 60 anos pagam meia entrada.  As normas que definem as regras para uso público da unidade estabelece que as visitas podem ter  finalidade recreativa, esportiva, turística, histórico-cultural, pedagógica, artística, pesquisa científica e de interpretação e conscientização ambiental.

Monumento Natural


Pertencente ao grupo de unidades de conservação de proteção integral, os Monumentos Naturais têm como objetivo básico preservar sítios naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica. Podem ser constituídos por áreas públicas e particulares, desde que seja possível compatibilizar os objetivos da unidade com a utilização da terra e dos recursos naturais do local pelos proprietários.

  A visitação pública está sujeita às condições e restrições estabelecidas no Plano de Manejo da unidade, às normas estabelecidas pelo IEF e àquelas previstas no regulamento da unidade.